Só assim

Então não me preenchas. Nem me decifres. Muito menos me concluas. Pouco me interessa se tenho estrutura ou coesão, importa-me a textura e a respiração, antes do mais que exista. O som e a arte e a onda e o pulsar. Então não me entendas nem me venhas resgatar. Ser náufrago é necessário, e saber … Mais Só assim

Avalie isto:

Contracurvas (Carlos Vieira)

Sopro frio, lento arrepio… pela pele, pela alma, poro a poro… cada pedaço de pele que toca… desfaz, dissipa, liberta… Explora, descobre, desvenda e quebra… quebra barreiras, fantasmas sem fundo… Evapora tempestades, leva o barco em novo rumo. Efémera, imprevisível, montanha russa, fugaz… Em beijos mordidos com sabor a mar… dedos entrelaçados e o imenso … Mais Contracurvas (Carlos Vieira)

Avalie isto:

Caleidoscópio (Carlos Vieira)

Lábios que,como faíscas enchem de fogosas labaredas o meu âmago… doce pele com pele, beijo com beijo… Leve dança de amantes como balões de ar quente, entrelaçados… Alma com alma… pulsação desenfreada e inspiração certeira… Bebo-te… inalo-te o cheiro e o sonho, o embargo da voz e a magia do olhar… Sinto-te, analiso-te com precisão … Mais Caleidoscópio (Carlos Vieira)

Avalie isto:

Estilhaços

  Escrevo… refugio-me deste mundo que me rasga a alma em pedaços de silêncio profundo… escrevo esqueço-me do caminho amargo pelas pedras de calçada, nas ruas da solidão… escrevo… desabafo cada gota de sangue caída no chão… cada marca de cada ferida… das garras da vida cravadas no meu fraco coração… Sinto-me um trapo, deitado mo … Mais Estilhaços

Avalie isto:

Cavalgada de estrelas

Olhei-me no espelho e vi aqueles olhos vazios, carentes, frios, sedentos de alma, de abraços quentes. Vi aquele ser rastejante, perdido no mundo, pobre viajante, tão só e vagabundo, nesta vida, mar sem fundo. Vi os meus óculos baços a inspirar solidão, vi a minha barba áspera que te pica o coração… e olhei… olhei até me … Mais Cavalgada de estrelas

Avalie isto:

Facadas do coração

  Acordei, não sei se a meio do dia ou se já no fim… entre cada batimento do meu coração parecem passar semanas, perco a noção do tempo ao reviver pensamentos, perco a noção do espaço ao voar nos sentimentos… e escrevo…  escrevo porque a garrafa está vazia, escrevo, porque as palavras me fazem companhia… E o … Mais Facadas do coração

Avalie isto: