Cama onde te espero

Há lá cama mais bonita que aquela que imagino nossa? Amarrotada dos teus dedos cravados contra os lençóis num ritual de possessões onde perdemos o norte ao mundo. Manchada de te submergires em ondas de cores e espasmos. Desfeita de nos perdermos pele sobre pele e naufragarmos em barcas loucas no sal da tua boca.
Há lá melhor cama que aquela onde sonho ter-te nos braços? Sempre quente de te adormecer com promessas de infinito. Sempre voadora de desejar ter por tempo toda a vida para ficar contigo.
Há lá cama mais bonita que aquela onde no meu âmago cabem os nossos corpos entrelaçados no tango horizontal de um amor aceso?
Sempre acompanhada do teu maço de cigarros.  Sempre com os teus saltos aos pés. Sempre decomposta de te deitares comigo sem olhar para o amanhã. Sempre com a colcha polvilhada a juras de um amor feito tinta na pele do peito. Debruada a suspiros de um corpo nu, entregue à fragilidade de te amar à toa, sem ousar esperar mais nada se não que venhas um dia deitar-te comigo.
Há lá cama mais bonita?

Anúncios

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s