Descompasso…

Rasga o tic tac miudinho em pedaços…

Acaba de vez com o ritmo certeiro e a pancada constante… Cala as batidas surdas… Estilhaça o compasso que dá a volta ao relógio de sempre…

Quebra o tempo cansado em pedaços aguçados de loucura. Corre como flecha ao vento e deixa o tempo parar, inesperado, um momento. Saboreia… deixa-te ir.

Desfaz o método, dissipa a rotina, despe o normal… Amordaça o rótulo… Põe numa jaula o juízo… grita e sussurra uma vez sem sentido.

Abraça essa réstia de loucura… essa pequena centelha de fogo agreste, ama-o sem fim. Corta sem piedade as amarras, de uma vez, cria um mundo livre num segundo só teu… Abre as asas sem porquê nem amanhã… VOA!

“Abdica, e sê rei de ti próprio.”

Anúncios

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s