Árvore da Vida

Rasga-me
A roupa, o cabelo, as unhas, o corpo…
Desnuda-me, despe-me desta pele atribulada,
Liberta-me da pressa do dia…

 

Corta o tempo, dissipa o espaço
Quebra a rotina em estilhaços
Preserva apenas os efémeros pedaços
Das memórias, e das histórias felizes

E deixa para trás o tacto… 
Desprende as amarras, amordaça o fútil
Ama a poeira dos dias…
Guarda apenas os sorrisos, as rugas, a expressão
Lembra sempre o doce som, o bater desse coração…

Ensina-me… deixa-me beber de ti
Ensina-me a ser assim: árvore da vida como tu
A amar a terra… a crescer sempre
A rebentar após cada Inverno árduo
Com os mesmos ramos frescos e sorriso natural.

Ensina-me a nunca perder a essência
E a erguer-me todos os dias de novo
Arranca-me tudo o que é sintético
Despedaça a mentira e a a tristeza…
Desfaz o pensar numa brisa…
Ensina-me a sentir apenas o compasso natural
A aceitar, a respeitar, a entender…

Abre-me a jaula da dúvida
Desata-me os nós da incerteza
Deixa-me apenas ser… árvore da vida, como tu
Essa perfeita metáfora de tudo mais que é eterno…
Esta dimensão que escrevo em arabesco complexo…
Essa ALMA pura de reflexo convexo…

Anúncios

Um comentário sobre “Árvore da Vida

  1. Por ELA e por mim um grande Obrigado
    Tens consciência do seu saber e do que é ser uma grande MULHER
    Que consigas sempre ver as minhas mensagens e o quanto te AMO.

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s